terça-feira, 25 de novembro de 2014

Sobre a PALESTRA DEPENDA DE DEUS com Mônica Sampaio


Esse trabalho que faço é direcionado para pessoas que estão num momento de transição
Tenho visto Deus usar esses momentos de tristeza
para mudar a direção do nosso olhar
parece que secou a cisterna neste lugar
e vamos cavando aonde não há mais água
e isso nos entristece
é tristeza da alma
a alma murcha
e percebo que Deus está quebrando as pernas de uma mesa imaginária que nos sustentava
para poder recolocar outras pernas mais fortes, que aguentem a nova caminhada

Sabe a história de 2 Reis 6 - do cabo do machado que flutua?

Havia a necessidade de que aquele cabo fosse perdido
de que houvesse uma ruptura daquele machado ali
era um machado transitório, passageiro
por não ser ainda a situação definitiva daquele jovem que o segurava
Era necessário que uma situação transitória fosse exposta
ele foi exposto a toda congregação
para que a sua situação superficial viesse à tona e fosse substituída pela definitiva
Não podemos usar a vida inteira algo que é emprestado
temos que ter e usar as nossas próprias ferraentas
ferramentas
os dons que Deus nos deu para usarmos
Temos que sair logo dos lugares que já não nos cabem mais
mas, acontece, que nos apegamos às tradições, ao conhecido, mesmo estando roto e envelhecido

Não conheço a tua história
mas o Espírito Santo me mostra uma necessidade de deslocamento para uma área aonde você vai caber melhor.

Vou falando aqui depois você junta as peças do quebra cabeça,

Para crescermos é necessária a mudança.
A mudança dói, pois implica em perdas, sempre.
Deixarmos o casulo significa deixar o aconchego
e quando chega este momento, muitas pessoas não conseguem se desvencilhar das situações aonde não cabem mais.
Então, Deus provoca uma virada
Para estremecer as velhas estruturas
Obrigando-nos a sair dali
Mas Ele continua no controle
Só esta trocando as pernas da nossa sustentação
e quando estamos indo para o lugar novo, muitas vezes ainda queremos usar o que usavamos antes
são as ferramentas, os expedientes, os padrões de pensamento
as reações emocionais/sentimentais que não são mais adequadas
é nessa hora que o ferro que seguramos escapole e afunda no rio leitoso mais próximo - na situação obscura
nas situações com as quais não sabemos lidar e que nos puxa para o fundo.

O ferro - na Bíblia - simboliza o ser humano
E este ser humano estava apoiado em um cabo velho, obsoleto, que não sustentava mais o seu novo peso
e ainda por cima, era "emprestado", não era seu, não era definitivo
há uma necessidade de troca
por isso essa situação foi exposta na frente de todos os outros discípulos do profeta Eliseu, que estavam, juntamente, fazendo aquela nova obra.

O cabo é de madeira - e a madeira, na Bíblia, simboliza a Palavra, simboliza Jesus.
Mas esse cabo - a nossa relação com Jesus, com a Palavra de Deus - estava podre.
por isso o ferro se soltou - a estrutura estava podre, obsoleta, por isso, o ser humano se desprendeu e mergulhou nas profundas águas escuras da tristeza, da melancolia, da depressão.

Mas há uma Palavra NOVA
Que o homem de Deus - Eliseu, Mônica - está lançando agora neste rio, para resgatar o ferro do machado - você.
Mostre-me aonde caiu o ferro, para que eu lance a Palavra e o faça flutuar.

Mônica Sampaio

Sobre as Palestras Dependa De DEUS com Mônica Sampaio

Toda sexta - 19h às 19h50 - na Assembleia de Deus Vitória em Cristo - ADVEC - do Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro - RJ
Informações: 21 3518-9001 a 9004

www.agradabilidade.blogspot.com
www.facebook.com/agradabilidade